O feriado de Tiradentes nesta sexta-feira (dia 21) será de muita música em Vargem Alta. Acontece, a partir das 14h, o “Som na Praça”, que contará com cinco grupos musicais: Banda Hey!, Raw Power, Ligação Direta & Bob Reggae, Estado de Sítio e Gelo Seco.

O tradicional evento idealizado em 2012, terá a sua quarta edição no Centro, na Praça Alberto do Carmo e deve atrair um grande público para apresentação das bandas do sul do Estado. Segundo um dos organizadores, Ronnie Silveira, “O Som na Praça surgiu quando músicos da cidade tiveram a ideia de se reunir e tocar no centro da praça, para mostrar os seus respectivos trabalhos e fazer uma conexão com a população local. Alguns segmentos não têm tanta popularidade por aqui, como rock, blues, jazz, reggae, entre outros. Com a primeira edição o projeto foi ganhando proporção e trazendo pessoas de fora do município para as seguintes edições”, explica.

Segundo Ronnie, a escolha do dia 21 de abril tem muita significância devido ao próprio Tiradentes, fazendo uma analogia à liberdade que a Inconfidência Mineira queria para o Brasil.

Dificuldades e expectativas

Segundo Ronnie, a cada ano é firmada uma parceria com o comércio local e a prefeitura para conseguir realizar um evento de qualidade. “A grande dificuldade encontrada é a falta de recurso, pois como se trata de um festival, o número de bandas é grande e a estrutura deve ser de qualidade para dar suporte aos artistas e trazer comodidade ao público", disse.

Com o passar dos anos o evento vem ganhando cada vez mais credibilidade e a divulgação pelas redes sociais têm gerado ótimos resultados. As expectativas para esse ano são as melhores possíveis. “O diferencial do Festival é valorizar as bandas da região e fazer um evento de mais de 10 horas de música na praça central da cidade para todos é um forte atrativo e estamos tendo uma resposta muito positiva em nossas divulgações”, conta.

Ronnie, que também é músico, acompanha a evolução que o cenário vem apresentando. A valorização da música autoral e a propagação de outros estilos têm trazido um grande leque para os organizadores dos eventos fazerem suas escolhas.

“Estão surgindo bandas com intuito de trabalhar com seriedade e profissionalismo. Referente à música autoral, houve um período em que ela ficou esquecida, principalmente na região sul, mas estando dentro deste meio, vejo que um movimento está ressurgindo e o interesse dos artistas em apresentarem suas próprias canções vem aumentando, o que é muito bom. Também vejo uma melhora considerável por parte da população em conhecer novos sons, descobrir novos ares na música, e não ficar apenas ouvindo o que a mídia nos impõe. Mas mesmo assim, devemos dar um passo por vez”, finaliza.

Além das shows, o evento contará com barracas de cerveja artesanal, chopp e alimentação. Pela manhã acontecerá a “Caminhada do Descobrimento”, realizada pela prefeitura. Com a chegada do inverno, estarão sendo recolhidos agasalhos para doar a entidades que necessitam.

 

VEJA TAMBÉM